Fenômeno El Niño está de volta e pode afetar o clima

No geral, o El Niño associa-se a chuvas mais abundantes no Pacífico centro-oriental e oriental

Assocaited Press,

09 Julho 2009 | 17h16

Cientistas do governo dos Estados Unidos disseram que o El Niño, um aquecimento das águas do Oceano Pacífico que pode afetar o clima de todo o mundo, retornou.

 

El Niño previsto para este ano deve elevar emissões de carbono

 

O Pacífico vinha se mantendo no que é chamado de "estado neutro", mas os meteorologistas da Administração Nacional de Atmosfera e Oceano (NOAA) dizem que a superfície das águas teve uma elevação de 1º C de temperatura acima do normal, numa faixa estreita no Pacífico equatorial oriental.

 

Além disso, o Centro de Previsão Climática da NOAA disse que a temperatura em outras regiões tropicais também está acima do normal, com leituras mais quentes que o usual até 200 metros abaixo da superfície.

 

No geral, o El Niño associa-se a chuvas mais abundantes no Pacífico centro-oriental e oriental, e com condições mais secas na Austrália, Indonésia e Filipinas.

 

Um El Niño durante o verão do hemisfério Norte pode levar a chuvas mais abundantes em partes dos Estados Unidos e na região central do Chile. Um ano de El Niño tende e ver menos furacões no Oceano Atlântico e mais no Pacífico.

Mais conteúdo sobre:
el niñoclimachuvasseca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.