Evento discute investimento privado para Amazônia

Michelle Portela, Especial para O Estado

18 Outubro 2010 | 14h34

Manaus - O Fórum Econômico Mundial (FEM) está estudando maneiras de atrair capital privado para investimentos em comunidades tradicionais na Amazônia e de outras localidades no mundo que sofrempressão direta das mudanças climáticas.

 

Estratégias de incentivo à economia verde foram analisadas ontem durante visitas de representantes do FEM à Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Negro, organizada pela Fundação Amazônia Sustentável (FAS).

 

“São as comunidades pobres e isoladas que estão sofrendo os impactos das mudanças climáticas. Nossa emergência é viabilizar possibilidades de adaptação”, afirmou Virgílio Viana, superintendente- geral da FAS.

 

Os representantes do FEM e de empresas multinacionais da Europa visitaram a comunidade de Tumbiras. A viagem de barco de  cerca de 1h30 partindo de Manaus teve de ser interrompida em duas ocasiões por causa da seca. Primeiro, a comitiva precisou descer para usar barcos menores e, depois,  cumpriu um pequeno trecho a pé.

 

Discutiu-se a possibilidade de pagamento por serviços ambientais mesmo enquanto não há uma regulação internacional paraacompradecréditosdecarbono.

 

Entre as propostas estáouso das plataformas das multinacionais para agregar serviços ambientais às estratégias de negócios nas localidades.

 

Mais conteúdo sobre:
Amazônia, FAS, investimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.