Estudantes acham novas plantas com potencial terapêutico na Amazônia

Alunos de Yale, nos EUA, fizeram expedição à floresta amazônica do Peru.

Da BBC Brasil, BBC

27 Agosto 2008 | 09h21

Um grupo de estudantes da universidade americana de Yale afirma ter descoberto alguns microorganismos com potencial de utilização na saúde, em plantas colhidas na floresta amazônica. Segundo eles, muitas das espécies teriam de ser classificadas em um novo gênero taxonômico. As plantas foram colhidas pelos estudantes de graduação durante uma viagem ao Peru organizada pelo departamento de Biofísica molecular e Bioquímica de Yale. O extrato de endófito de uma das plantas analisadas pelos estudantes ajuda reduzir inflamações de pele. A pesquisa foi publicada na revista científica PLoS One, da Public Library of Science. "Apenas recentemente nós começamos a descobrir o potencial destes microorganismos", disse o professor Scott Strobel, que liderou a expedição. As espécies de endófitos foram coletadas em março de 2007. Os estudantes passaram seis meses estudando e testando os organismos em laboratório. Segundo os pesquisadores, os endófitos são pouco estudados por cientistas, mas ganharam notoriedade na década passada quando o taxol, um remédio para tratamento para câncer, foi criado a partir de fungos endófitos de árvores da costa do Pacífico da América do Norte. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.