Reprodução
Reprodução

Estreia documentário que mostra a luta pela vida na Mata Atlântica

Estreia hoje, às 21 horas, no canal Globosat HD o documentário de longa-metragem A Mata Atlântica e Os Ciclos da Vida, de Fernão Mesquita e Tulio Schargel.

O Estado de S.Paulo

05 Setembro 2012 | 03h02

A obra apresenta em detalhes a luta pela vida no bioma brasileiro mais biodiverso e também um dos mais ameaçados do planeta.

Com apenas 8% de vegetação remanescente, a Mata Atlântica, bioma que se espalhava originalmente por 17 Estados do País e ocupava 16% de todo o território nacional, abriga 131 espécies de mamíferos, 180 de anfíbios e mais de 800 tipos de aves.

Uma expedição chegou a contabilizar o recorde de até 450 espécies arbóreas em um único hectare.

Apaixonado por esse bioma, Mesquita e Schargel se embrenharam na mata, devidamente camuflados para não incomodar seus habitantes, e assim poder registrar como vivem, interagem e morrem.

Em 2007, Mesquita teve publicado o livro O Pio da Esperança, em parceria com Luiz Roberto de Souza Queiroz e fotos de Fábio Moreira Salles, sobre aves da Mata Atlântica. Agora, todos os grupos animais estão em evidência em seu documentário.

O filme mostra que, em meio ao calor e à umidade da floresta tropical, caça e caçador não se diferenciam em um ciclo de vida constante. Essa harmonia, porém, está cada vez mais ameaçada pelos ambientes artificiais e uniformes criados pela agricultura, que tomam cada vez mais o espaço da mata.

Mais conteúdo sobre:
Mata Atlântica documentário

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.