Espécie de ave em Madagáscar é declarada extinta

O efeito combinado de espécies de peixes de outros locais e as redes de pesca feitas de náilon provocaram a extinção de uma ave aquática em Madagáscar, anunciou hoje um grupo conservacionista.

AE-AP, Agência Estado

26 Maio 2010 | 18h03

O frágil animal, conhecido como alaotra grebe, foi declarado extinto 25 anos depois da última vez que foi avistado, segundo a BirdLife International. "Evidentemente, a suspeita de seu desaparecimento não é nova", disse Martin Fowlie, porta-voz da BirdLife, que organiza a "lista vermelha" de espécies de aves em perigo.

Os cientistas resistiram a declarar sua extinção de imediato porque a ave vivia no extremo oriental do país, onde a observação é difícil. "Não queríamos declarar a extinção e que a ave surgisse dois anos depois", explicou.

A BirdLife responsabilizou a introdução de um peixe no Lago Alaotra e o uso de redes de pesca de náilon, que asfixiam as aves, pela extinção da espécie.

Mais conteúdo sobre:
Madagáscar extinção ave ambiente

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.