Projeto Baleia Franca/Divulgação
Projeto Baleia Franca/Divulgação

Especialistas realizam eutanásia em baleia franca encalhada em SC

Sem possibilidade de salvamento, aplicação de coquetel de substâncias será feita até o fim desta sexta (10)

estadao.com.br

10 de setembro de 2010 | 20h09

Em boletim divulgado no fim da tarde desta sexta (10), a equipe de especialistas que acompanha o caso da baleia franca que está encalhada em praia de Laguna-SC divulgou que realizará processo de eutanásia até o fim do dia para acabar com o sofrimento do animal.

 

O cetáceo, que mede 15,80 metros e pesa entre 40 e 50 toneladas, está muito debilitado - apresenta estado de choque e respiração em baixa frequência. Os especialistas trabalham com a hipótese de que o animal teria encalhado por já estar doente.

 

"A decisão da eutanásia é unânime por parte da coordenação a partir dos laudos emitidos pela equipe de veterinários que acompanhou as condições clínicas do animal nestes dias. Isto só pôde ser consolidado nesta sexta-feira, pois precisávamos primeiramente esgotar todas as possibilidades de salvamento", explicou a bióloga Karina Groch, Ph.D. em Biologia Animal e Diretora de Pesquisa do Projeto Baleia Franca.

 

O processo de eutanásia na baleia franca será feito com a aplicação de um coquetel de sedativos, relaxantes e fármacos hipnóticos, com dosagens calculadas a partir do tamanho do animal e de seu estado de saúde. Entre as instituições que respaldam a decisão dos veterinários está o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

 

Neste sábado (11), após o procedimento de necrópsia, a carcaça do mamífero será enterrada na região do encalhe.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.