BBC
BBC

Escocês mordido por tubarão em barco diz que continuará pescando

Hamish Curie foi surpreendido por animal quando tentava colocar um rastreador

BBC Brasil, BBC

03 de setembro de 2012 | 04h57

Um tubarão surpreendeu e aterrorizou um pescador escocês ao morder o seu pé depois de ter sido capturado e colocado no barco. Apesar do incidente traumático, o pescador afirmou que seguirá capturando os animais.

O ataque se deu na semana passada perto da cidade litorânea de Saltcoats, na Escócia. O capitão e a tripulação de sua embarcação capturaram o animal e o trouxeram para o convés do barco. Foi então que o tubarão de mais de 2,10 metros cravou seus dentes na bota do pescador Hamish Currie.

Currie conseguiu se libertar das mandíbulas do animal graças à ajuda de um dos tripulantes, que conseguiu puxar o animal pela cauda. ''Sou muito agradecido. Se ele não tivesse puxado-o, Deus sabe o que poderia ter acontecido'', afirmou Currie.

'Surpresa'

O objetivo dos pescadores não era matar o tubarão. A operação se deu após o capitão ter recebido um alerta de um amigo de que um tubarão estaria atacando focas na região.

Eles pretendiam capturar o animal, colocar um rastreador no seu corpo e, em seguida, jogá-lo de volta ao mar. Currie é especializado nesse tipo de pesca.

Ao ser trazido à bordo, além de morder o capitão do barco, o animal ainda fez um buraco na embarcação com os seus dentes.

''Nunca é fácil caçar tubarões. Eles são animais grandes. Eu pretendia colocar um rastreador nele, mas acabei tendo uma surpresa'', afirmou o pescador.

A despeito da experiência traumática, Currie disse que pretende seguir capturando tubarões. ''Vou continuar colocando rastreadores neles, vou seguir caçando-os.''

Em uma entrevista ao programa Breakfast, da BBC, a repórter perguntou a Currie qual a sugestão que ele daria a quem se deparasse com um tubarão. Sem perder o bom humor, o pescador disse torcer para que essa pessoa tenha um barco.

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.