Esboço de acordo prevê reduzir emissões pela metade até 2050

O mundo deve ter o objetivo de reduzir em 50 por cento as emissões de gases-estufa até 2050 a partir dos níveis de 1990, de acordo com novo esboço de acordo da cúpula da ONU sobre clima, que indica concessões às nações em desenvolvimento e a pequenas ilhas-países.

REUTERS

18 Dezembro 2009 | 15h01

"Concordamos que cortes maiores nas emissões globais são necessários... com uma visão para reduzir as emissões globais em 50 por cento em 2050 abaixo dos níveis de 1990", diz o texto.

A meta é nova em relação aos esboços anteriores no encontro de 120 líderes em Copenhague nesta sexta-feira.

O esboço afirma que uma alta nas temperaturas globais deveria ser limitada a até 2 graus Celsius sobre as temperaturas pré-industriais, com uma revisão em 2016 que consideraria um limite de 1,5 grau Celsius.

Cerca de 100 países, incluindo pequenas ilhas e nações mais pobres, querem limitar o aumento da temperatura global para 1,5 grau Celsius.

(Reportagem de Krittivas Mukherjee)

Mais conteúdo sobre:
AMBIENTE ESBOCO ACORDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.