Equador obtém apoio da ONU para iniciativa climática

Projeto visa evitar a exploração de jazida de petróleo localizada sob o parque nacional de Yasuní

EFE

16 Dezembro 2009 | 11h48

O Equador obteve o apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (UNDP, em inglês) para sua iniciativa Yasuni-ITT, que busca manter não explorada uma jazida subterrânea de petróleo no parque nacional de Yasuni.

 

Na cúpula da ONU sobre mudança climática (COP15), realizada em Copenhague, o ministro de Exteriores equatoriano, Fander Falconí, defendeu que essa iniciativa permitirá "garantir os direitos da

natureza e dos povos indígenas".

 

"A iniciativa Yasuni-ITT é destinada a proteger uma das áreas mais importantes em biodiversidade de todo o planeta", assegurou.

 

Falconí agradeceu a colaboração da ONU, que, segundo ele, lhes permitirá finalizar um mecanismo financeiro - baseado nas doações de indivíduos, ONGs e Governos - que conceda ao projeto "credibilidade

internacional".

 

A iniciativa permitirá ao Equador, cuja economia é dependente das exportações de petróleo, manter no subsolo as reservas do parque de Yasuni e, assim, evitar a emissão à atmosfera de 407 milhões de

toneladas de dióxido de carbono (CO2).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.