DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO

Em Londres, empresas investem em cosméticos orgânicos

Novos produtos de beleza são feitos de maneira sustentável, sem química, pesticidas e agrotóxicos

Alice Lobo, do blog Verdinho Básico, especial para O Estado

26 Fevereiro 2010 | 14h36

Produtos de beleza já são uma delícia (testar, comprar e usar), melhor ainda quando são orgânicos ou feitos de maneira sustentável e sem “químicas nojentas”, como eles dizem por aqui. Por isso que tenho uma lista de lojas que gosto de visitar quando estou em Londres. Ontem foi a vez de ver o que há de novo em duas lojas já bem conhecidas: a Neal’s Yard Remedies e a Body Shop.

 

A Neal’s Yard Remedies foi para o Brasil dez anos atrás, mas a marca não teve tanto sucesso no Brasil como tem por aqui na Inglaterra. A empresa está caminhando rumo aos produtos 100% orgânicos e com certificação de fair trade, o comércio justo, de todas as suas linhas.

 

O mais interessante é que cada um dos seus produtos trazem no rótulo traseiro um quadrado verde com a porcentagem de ingredientes orgânicos presente na sua composição. Assim, é possível saber se aquele creme que você tanto gosta traz muitos ou poucos ingredientes cultivados sem pesticidas e agrotóxicos.

 

E o mais interessante é que agora (pelo menos eu nunca tinha visto isto aqui) você pode escolher as amostras que quer levar para casa e testar. Assim o cliente evita de comprar algo que não vai usar e de jogá-lo no lixo ou deixá-lo envelhecer na gaveta. Eles colocam em uns micro potinhos com diâmetro menor que uma moeda de um real.

 

Já a Body Shop nunca chegou ao Brasil (quer dizer, no Free Shop do Rio tem), mas faz questão de dizer que suas linhas são naturais e também está dedicada a desenvolver cremes orgânicos.

 

Veja também:

 

Verdinho Básico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.