Elefantes vivem mais na natureza que em zoológicos

Diferença de idade chegou a mais da metade no caso de animais presos em zôos europeus

AP

11 Dezembro 2008 | 20h28

Elefantes dos zoológicos não vivem tanto quanto os selvagens de acordo com um estudo que deve levantar um debate sobre a exposição desses animais.  Pesquisadores compararam a duração da vida de elefantes em zoológicos europeus com aqueles vivendo no Parque Nacional Amboseli no Quênia e outros trabalhando em uma madeireira em Mianmar. Os animais que viviam livres ou em contato com a natureza viveram o dobro ou mais que seus parentes nos zoológicos.  Protetores dos direitos dos animais fizeram campanhas em anos recentes para desaconselhar a manutenção de elefantes em zoológicos, devido, principalmente, à falta de espaço e pequeno número de outros animais com os quais possam formar grupos. Os debates foram especialmente fortes em Dallas e Los Angeles.  Os pesquisadores encontraram que o tempo de vida de um elefante africano dura em média em zoológicos europeus 16,9 anos, comparados aos 56 anos para os elefantes que morreram de causas naturais Parque Nacional Amboseli. Acrescentando os animais mortos pelos homens, a média de idade cai para 35,9 anos. Por média entende-se que metade dos animais morreram em idade inferior a essa e metade viveu por mais tempo.  Para os ainda mais ameaçados elefantes asiáticos, a média de idade nos zôos europeus ficou em 18,9 anos, comparados aos 41,7 anos daqueles que trabalhavam em madeireiras de Mianmar.  Apesar disso, há boas notícias. O tempo de vida de elefantes em zoológicos aumento em anos recentes, sugerindo uma melhora em seu tratamento, disse uma das autoras do estudo, Georgia J. Mason, da Universidade de Guelph, no Canadá. Mas ela acrescentou que "proteger os elefantes na África e na Ásia é mais eficiente que colocá-los em zoológicos." "Um dos resultados mais surpreendentes" foi que os elefantes asiáticos nascidos em zoológicos têm a vida mais curta que os elefantes asiáticos trazidos da natureza, acrescentou em uma entrevista transmitida pela revista Science, que publicou os resultados da pesquisa.  Ela disse que zoológicos normalmente não têm os espaços amplos aos quais os elefantes estão acostumados na natureza, e que animais de zoológico normalmente estão sozinhos ou em pequeno número, enquanto na natureza andam em grandes grupos de até 12 animais.

Mais conteúdo sobre:
animaiselefantesmeio ambiente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.