Elefantes nas ruas representam contrastes da Índia

Na capital indiana, moderno e tradicional se misturam, assim como riqueza e pobreza

BBC Brasil, BBC

20 Abril 2012 | 06h09

Nova Déli se tornou capital da Índia há cem anos, ainda durante o império britânico, e foi planejada para 70 mil habitantes.

Hoje, são quase 17 milhões de pessoas vivendo na cidade e, segundo projeções, a Índia deve se tornar o país mais populoso do mundo nos próximos 20 anos.

A capital - considerada uma ilha de riqueza em uma nação de muitos miseráveis - apresenta contrastes entre a Índia moderna, líder em tecnologia e serviços e uma das maiores economias do mundo, e a Índia tradicional, com seu sistema de castas e ruas divididas por carros, ônibus e animais, inclusive elefantes.

Cenas como estas são mais comuns na antiga Déli, com suas ruelas tomadas por riquixás e carroças puxadas a cavalo.

O aumento populacional apresenta desafios para os governantes, principalmente em termos de coleta de lixo, saneamento e acesso à água, problemas ainda comuns em um país que, segundo o Wealth Report 2012, feito por Knight Frank & Citi Private Bank, deve se tornar a maior economia do mundo até o ano de 2050. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
Nova DélhiÍndiaelefante

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.