Anupam Nath/AP Photo
Anupam Nath/AP Photo

Elefante será declarado 'patrimônio nacional' na Índia

Medida visa proteção dos animais que sofrem cada vez mais com a ação predatória

Efe

31 de agosto de 2010 | 09h56

NOVA DÉLHI - Com o objetivo de reforçar as medidas de proteção aos elefantes em breve o animal será declarado "patrimônio nacional" na Índia, informou hoje o titular do Ministério do Meio Ambiente indiano, Jairam Ramesh.

 

"Foi parte de nosso patrimônio durante séculos", por isso "temos de dar importância similar a do tigre", disse Ramesh em declarações citadas pela agência indiana "Ians".

 

O Ministério de Meio Ambiente recebeu hoje o relatório de um grupo de trabalho com uma agenda de ação para preservar esses animais.

Em seu relatório, o grupo pediu a criação uma autoridade nacional de conservação do elefante (Neca, na sigla em inglês), similar a que existe para o tigre, com um aumento dos fundos destinados ao seu bem-estar e manutenção.

 

"É preciso fazer uma emenda à Lei de Proteção da Vida Selvagem para colocar em prática a Neca. Apresentaremos essa emenda na sessão de inverno do Parlamento", acrescentou Ramesh.

Segundo "Ians", na Índia vivem 60% dos elefantes da Ásia, 25 mil exemplares, dos quais 3,5 mil estão no cativeiro.

 

A Índia iniciou o Projeto Elefante em 1992 para proporcionar ajuda técnica e financeira aos estados indianos com presença desses paquidermes, para proteger o habitat.

 

No país morreram nos últimos anos centenas de pessoas vítimas de ataques de elefantes, devido à crescente ação humana em áreas tradicionais de presença destes animais.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiaelefantes, proteção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.