Economia verde requer US$ 1,3 tri ao ano, diz ONU

Quantia para energia, transportes, construção e agricultura sustentáveis equivale a 2% do PIB global

O Estado de S. Paulo

22 de fevereiro de 2011 | 13h23

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) anunciou ontem que serão necessários US$ 1,3 trilhão por ano para transformar a economia mundial em uma economia verde, isto é, com baixos níveis de poluição ambiental e de consumo dos recursos naturais.

 

A quantia equivale a 2% do Produto Interno Bruto (PIB) global e deveria ser destinada a dez setores estratégicos: energia, transportes, construção e agricultura.

 

A recomendação faz parte do relatório Rumo a uma Economia Verde: Caminhos para o Desenvolvimento Sustentável e a Erradicação da Pobreza, divulgado ontem pelo Pnuma na abertura do Fórum Global de Ministros do Meio Ambiente, em Nairóbi, no Quênia. Segundo a ONU, a mudança no perfil econômico dos países terá a capacidade de elevar o crescimento da economia global a níveis maiores que os atuais, por meio da criação de empregos.

 

Segundo o estudo, entre 1% e 2% do PIB global são destinados para subsídios considerados "insustentáveis", como o petróleo. "A aplicação inadequada de capital está no centro dos atuais dilemas do mundo e há medidas rápidas que podem ser tomadas", afirmou Pavan Sukhdev, diretor da iniciativa Economia Verde, ao apresentar as propostas.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUEconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.