Divulgação da lista de desmatadores gera crise no governo

Elaborada pelo Ibama, lista coloca o Incra como um dos principais responsáveis pelo desmatamento

João Domingos, de O Estado de S. Paulo,

30 Setembro 2008 | 13h07

A divulgação da lista dos 100 maiores desmatadores na Amazônia, que coloca o Incra como um dos principais responsáveis, causou uma crise no governo. A lista, elaborada pelo Ibama, foi divulgada pelo Ministério do Meio Ambiente na segunda-feira, 29. O ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, atacou o trabalho do Ibama. "Há erros crassos no relatório. Num deles, por exemplo, as coordenadas do Ibama não correspondem às coordenadas do assentamento", afirmou.   Veja também: Maiores desmatadores do País são assentamentos do Incra  Especial: Maiores Dematadores do País   Lista dos 100 Maiores Desmatadores do País (íntegra)  Desmatamento aumenta nas vésperas das eleições, afirma Minc  A evolução do desmatamento na Amazônia  Ainda há tempo para salvar a maior biodiversidade do mundo?    "Em outro projeto de assentamento, a imagem usada como parâmetro para medir o desmatamento, é de três anos anteriores à própria criação do assentamento", acrescentou. Para Cassel, a acusação contra o Incra é um golpe contra a reforma agrária.   Diante da crise, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, deu prazo de 20 dias para o Ibama rever toda a papelada das multas e dizer se elas estão corretas ou não. Minc e Cassel estão neste momento lado a lado, na cerimônia de assinatura da primeira concessão de reserva florestal. A concessão é para três empresas que venceram a licitação numa área de 96 mil hectares, em Rondônia.

Mais conteúdo sobre:
desmatamento Incra Ibama Minc

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.