Divisão sobre meta de cortes de emissões marca último dia de conferência do clima.

Divisão sobre meta de cortes de emissões marca último dia de conferência do clima.

Eric Brücher Camara, BBC

14 de dezembro de 2007 | 07h20

A UE considera fundamental que o texto produzido em Bali para guiar as discussões nos próximos dois anos, o chamado "mapa do caminho", inclua referência às metas obrigatórias de cortes de emissão recomendadas pelo Painel Intergovernamental para Mudança Climática (IPCC).Os americanos, no entanto, são contra qualquer menção a essas metas - que prevêem uma redução de 25% a 40% nas emissões dos países desenvolvidos até 2020 - e propõem como alternativa a adoção de metas nacionais voluntárias.Nas negociações da manhã de sexta-feira, os negociadores indonésios, que tentam intermediar a crise, propuseram um novo texto que exclui as metas polêmicas. No entanto, os europeus reafirmaram a "necessidade" de metas fixas."Continuamos a insistir que seja incluída uma referência indicativa para redução de emissões dos países ricos até 2020'', afirmou o chefe da UE para meio ambiente, Stavros Dimas."O mapa do caminho de Bali precisa ter um destino claro para guiar as negociações nos próximos dois anos."Deste quarta-feira, as discussões estão sendo lideradas pelos ministros de Estado.Mais de 190 países participam do encontro, que começou no dia 4 e deve varar a madrugada deste sábado, para concluir o "mapa do caminho", cujo objetivo final é levar à produção de um acordo que substitua o Protocolo de Kyoto em 2012.Na quinta-feira, a UE chegou a ameaçar boicotar a reunião proposta pelo governo americano para janeiro com as maiores economias do mundo, caso não seja possível fechar um acordo em Bali.O tratado que vigora atualmente prevê cortes de emissões de 5,2% até 2012 nos países desenvolvidos, mas os Estados Unidos se recusam a ratificá-lo.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.