Devastação na Amazônia em maio supera média, diz Inpe

Desmatamento atingiu 123 km² em maio; média mensal é de 65,7 km² registrada no trimestre de fevereiro a abril

AE, Agência Estado

24 Junho 2009 | 12h37

O desmatamento na Amazônia Legal, por corte raso ou degradação progressiva, atingiu 123 km² em maio. Os dados foram divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), com base em levantamentos feitos por meio de satélites do Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter). A devastação na Amazônia Legal superou a média mensal de 65,7 km² registrada no trimestre de fevereiro a abril, período que compreendeu o último levantamento divulgado pelo Inpe, quando a área desmatada foi de 197 km².  

 

Veja também:

especial A evolução do desmatamento na Amazônia

especial Conheça os biomas brasileiros

Segundo o Inpe, 62% da região permaneceu coberta pelas nuvens em maio, o que prejudicou a observação por meio das imagens de satélite. O levantamento mostra que do total desflorestado 61 km² estão no Mato Grosso, onde a melhor oportunidade de observação foi registrada no mês passado. Estados como o Amapá, Pará, Amazonas e Acre não puderam ser monitorados adequadamente, pois tiveram um alto índice de cobertura de nuvens no período.

Segundo o órgão, os dados de desmatamento de fevereiro a abril foram reunidos em base trimestral para assegurar uma melhor amostragem e melhor representatividade espacial das análises, por causa do período chuvoso, em que as oportunidades de observação e monitoramento são menores em relação ao período seco.

Mais conteúdo sobre:
ambiente Amazônia desmatamento Inpe

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.