Desmatamento na Amazônia em maio cai 26% comparado a 2007

Apesar da queda, índice de maio é 88,5% maior que o de abril; desmatamento no mês passado soma 294 km²

Cristina Amorim, de O Estado de S. Paulo,

24 Junho 2008 | 21h11

O desmatamento registrado na Amazônia em maio, por uma fonte independente, foi 26% menor do que em mesmo mês de 2007, mas quase o dobro do registrado em abril. Segundo o Sistema de Alerta do Desmatamento (SAD), produzido pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), ele soma 294 quilômetros quadrados - em maio do ano passado foram 397 quilômetros quadrados. Veja também:'Boi pirata vai virar churrasco do Fome Zero', diz Minc Ações diárias que salvam o planeta  Acompanhe a trajetória do desmatamento na Amazônia; abril teve mais desmate  Leia a edição online da Revista da Amazônia   Fórum: é possível salvar a floresta amazônica?    O índice registrado pelo SAD em maio é 88,5% maior do que o de abril, quando foram contabilizados 156 km². Maio é o início da temporada de corte na Amazônia, uma vez que começa o período de seca na região, o que facilita a atuação no campo. Por isso, a taxa é normalmente mais alta. O desmatamento acumulado de agosto de 2007 a maio chega a 4.142 quilômetros quadrados - 7% a mais do que o mesmo período anterior (agosto de 2006 a maio de 2007), quando foram derrubados 3.870 quilômetros quadrados na região. Nesse mês, Pará foi o Estado que registrou a maior área desmatada (60,1%), seguido por Mato Grosso (16,6%), Rondônia (13,1%) e Amazonas (8,7%). Ao contrário de abril, quando 60% da Amazônia Legal estava coberta por nuvens, o que impossibilita a observação pelo satélite, agora 63% estava livre, inclusive no Arco do Desmatamento - faixa que se estende do sul ao leste amazônico, onde são historicamente registrados altos índices de corte. Como o céu estava mais aberto, é possível que derrubadas realizadas no mês passado sejam observadas apenas agora. O SAD é usado como termômetro pelos governos do Pará e Mato Grosso, parceiros do Imazon, e por Ministérios Públicos Estaduais. O governo federal usa outro sistema, o Deter, gerado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Os dados de maio devem ser divulgados na próxima semana. Nesta terça-feira, 24, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, disse que o desmatamento de agosto de 2007 a julho de 2008 será maior do que o do ano anterior, entre 14 mil e 15 mil quilômetros quadrados.

Mais conteúdo sobre:
Amazôniadesmatamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.