Desmatamento na Amazônia cai 27 km quadrados em maio, diz Inpe

A Amazônia teve 1.096 quilômetrosquadrados de sua área desmatada no mês de maio, informou oInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) nestaterça-feira. O número é ligeiramente inferior ao registrado emabril, quando foram destruídos 1.123 quilômetros quadrados defloresta. Em maio, no entanto, a área que pôde ser vista pelo sistemaDeter (Detecção do Desmatamento em Tempo Real) do Inpe foimaior, já que 46 por cento da área monitorada estava cobertapor nuvens, contra 53 por cento em abril, Assim como no levantamento anterior, Mato Grosso foi ocampeão de desmatamento na Amazônia Legal. Desta vez, noentanto, o Estado registrou queda de 19 por cento na áreadesmatada: 794 quilômetros quadrados em abril contra 646quilômetros quadrados em maio. Já o Pará viu sua área desmatada saltar de 1,3 quilômetroquadrado em abril para 262 quilômetros quadrados em maio. Comisso, o Estado assumiu o segundo posto no ranking dedesmatamento da Amazônia, deixando para trás Roraima,vice-campeão do desflorestamento em abril e que em maioregistrou desmatamento de 97,9 quilômetros quadrados. "O aumento no Pará se explica pela área coberta por nuvens.Enquanto em abril apenas 11 por cento do Pará pôde ser vistopelos satélites, em maio a observação aumentou para 41 porcento da área do Estado", informou o Inpe em seu site. O Maranhão foi o quarto Estado que mais desmatou em maio,seguido de Amazonas, Acre e Tocantins. Os dados sobre o desmatamento da Amazônia serão comentadosainda nesta terça-feira pelo ministro do Meio Ambiente, CarlosMinc, que concederá entrevista coletiva nesta tarde emBrasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.