Desmatamento aumenta nas vésperas das eleições, afirma Minc

Ministro do Meio Ambienta também vai anunciar a criação de uma Força Nacional Ambiental

Felipe Werneck, de O Estado de S. Paulo,

29 Setembro 2008 | 12h37

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, afirmou nesta manhã que apresentará nesta segunda-feira, 29, em Brasília, estatísticas que mostram que historicamente o desmatamento aumenta nos meses anteriores às eleições municipais. "Nenhum prefeito quer ser antipático. Nenhum governador quer ser antipático. A turma do Ibama vai, mas tem que ter a polícia para dar cobertura, porque o pessoal está com o dedo no gatilho", disse o ministro.   Veja também: Área desmatada da Amazônia mais que dobrou em agosto, aponta Inpe  A evolução do desmatamento na Amazônia  Ainda há tempo para salvar a maior biodiversidade do mundo?    Minc anunciará uma lista com os cem maiores desmatadores do País. "A área média de desmatamento de cada um é de cerca de 1,5 mil a 1,8 mil hectares. Ou seja, estamos falando de 160 mil hectares desmatados por 100 pessoas. E verificamos que dos 100, apenas 10 vão a julgamento e um é condenado".   O ministro também informou que anunciará a criação de uma Força Nacional Ambiental. O ministro disse que foi criada uma força-tarefa do Ministério do Meio Ambiente com a Advocacia Geral da União e Ministério Público Federal para "levar todos esses cem para o banco dos réus".   "Não vamos ficar só nos cem. A lista é para dizer que a gente vai começar pelos tubarões. Vamos sinalizar que acabou a moleza", afirmou. Minc participou como convidado da 12º Semana de Biologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, na Ilha do Fundão, na zona norte do Rio, e seguiu há pouco para Brasília. A divulgação dos dados está prevista para as 15 horas.

Mais conteúdo sobre:
desmatamento Amazônia Minc

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.