AP
AP

Descoberta nova população de orangotangos na Indonésia

Cientistas estimam que só existam de 50 mil a 60 mil desses animais vivendo na natureza atualmente

Associated Press,

13 Abril 2009 | 13h50

Ambientalistas encontraram uma nova população de até de 2 mil orangotangos em uma parte remota e montanhosa da Indonésia, o que traz nova esperança para preservação de um dos grandes macacos mais ameaçados do mundo.

 

Uma equipe que vasculhava as florestas do extremo orienta da ilha de Bornéu contou 219 ninhos de orangotango, o que indica a presença de um número "substancial" de animais, disse Erik Meijaard, ecologista da organização americana Nature Conservancy.

 

"Não podemos dizer quantos são com certeza", disse ele, acresctando que estimativas conservadores poderiam ir de várias centenas a "talvez mil ou 2mil".

 

A equipe também encontrou um macho adulto, que jogou galhos nos cientistas que tentavam fotografá-lo, além de uma mãe com bebê.

 

Estima-se que existam de 50 mil a 60 mil orangotangos ainda em liberdade na natureza, 90% delas na Indonésia e os demais na Malásia.

 

Atualmente, a pressão para o plantio de lavouras para a produção de biocombustíveis é uma das grandes ameaças ao hábitat desses animais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.