Década passada foi a mais quente já registrada, dizem EUA

Relatório diz ainda que todos os anos de 2001 a 2009 estão entre os dez mais quentes desde o século 19

estadao.com.br,

20 Janeiro 2010 | 14h41

A década 2000-2009 foi a mais quente já registrada, ultrapassando a de 1990-1999, disseram pesquisadores americanos na terça-feira, 19, em relatório que oferece novas evidências de que o planeta segue aquecendo-se.

 

Advertência do IPCC sobre glaciares não tem base científica

 

Em 2009, as temperaturas globais na superfície terrestre ficaram 0,56º C acima da média, o que faz com o ano passe a ser o quinto mais quente já registrado, empatando com 2006, afirma o Centro Nacional de Dados Climáticos (NCDC).

 

Esse resultado ajudou a elevar a temperatura da década a 0,54º C acima do normal, o que segundo a agência americana "destroça" o recorde de 0,36º C dos anos 90.

 

O ano mais quente já registrado, segundo o centro americano, foi 2005, 0,62º C acima do normal. Ainda de acordo com o NCDC, todos os anos, de 2001 a 2009, estão entre os dez mais quentes dos últimos 130 anos. As medições nos EUA começaram em 1880.

 

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) considera 1998 o ano mais quente de sua série, mas um relatório preliminar da organização também citava, em dezembro, a década 2000-2009 como a mais quente já registrada.

 

O relatório do NCDC afirma que, ao longo do século 20, foram registrados dois períodos de aquecimento global sustentado, um de 1910 a 1945 e o outro tendo se iniciado em 1976, e ainda sem conclusão.

 

O Centro lembra ainda que as taxas de aquecimento registradas são consistentes com as previstas para ocorrer "com o aumento continuado dos gases do efeito estufa gerados por atividade humana".

 

(com Associated Press)

Mais conteúdo sobre:
aquecimento global efeito estufa co2

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.