Reprodução
Reprodução

CTNBio aprova uso comercial de espécie transgênica de algodão

A comissão também aprovou regras para pedidos de pesquisa de transgênicos já avaliados em um mesmo local

Lígia Formenti, da Agência Estado,

21 Maio 2009 | 16h50

A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) aprovou a liberação comercial de uma espécie transgênica de algodão desenvolvida pela Monsanto. Batizado de Bollgard II, o algodão é resistente a insetos.

 

A comissão também aprovou uma resolução normativa com novas regras para apreciação de pedidos de pesquisa de transgênicos que já tenham sido avaliados em um mesmo local.

 

"Não é raro nos depararmos com pesquisas de uma mesma semente, realizada em um mesmo local, ter de ser feita várias vezes ou porque houve algum imprevisto ou porque é preciso analisar outro aspecto do processo", diz o presidente da comissão, Walter Colli.

 

Ele dá o exemplo de uma espécie transgênica de cana-de-açúcar que já teve mais de 40 pedidos de liberação planejada avaliados. "No processo simplificado, será possível realizar as análises em menos tempo".

Mais conteúdo sobre:
transgênicos algodão ctnbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.