Cooperativa gaúcha ganha prêmio ambiental britânico

Creluz gera energia em micro-hidrelétricas e investe lucro em projetos sócio-ambientais.

Eric Brücher Camara, BBC

05 Julho 2010 | 07h27

A Creluz, Cooperativa de Energia e Desenvolvimento Rural do Médio Uruguai, um grupo criado por moradores do interior do Rio Grande do Sul ganhou uma das mais prestigiados comendas ambientais britânicas, o Prêmio Ashden.

A cooperativa foi fundada em 1966 para distribuir eletricidade em uma área esquecida pelo governo e há dez anos começou a investir em micro geração de energia hidroelétrica.

Hoje, ela movimenta R$ 24 milhões de reais por ano, gera cerca de 400 empregos diretos e indiretos e fornece energia a 80 mil moradores da região.

De acordo com os organizadores do prêmio Ashden, a geração de energia limpa evita a liberação na atmosfera de cerca de 7 mil toneladas de CO2 por ano.

As represas das seis usinas hidrelétricas da Creluz são no próprio curso do rio, sem necessidade de inundar terras para criar lagos.

Os lucros da produção são reinvestidos em projetos sociais e ambientais, muitas vezes em parceria com diferentes esferas do governo. Por ano, a Creluz investe cerca de R$ 700 mil em projetos sociais.

Um dos projetos que mais impressionou os avaliadores do Prêmio Ashden foi o investimento em recuperação de áreas degradadas por garimpo em oito municípios da região. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.