Conselho libera venda do milho transgênico da Syngenta

A decisão segue o caminho adotado em fevereiro, quando duas outras variedades foram aprovadas

Ligia Formenti, de O Estado de S. Paulo,

18 Junho 2008 | 18h57

Por 8 votos a 3, o Conselho Nacional de Biossegurança liberou a comercialização do milho transgênico da Syngenta.  A variedade já havia sido  aprovada  pela CTNBio, mas Anvisa interpôs um recurso administrativo, alegando não haver provas suficientes da segurança do produto. Hoje, o conselho reuniu-se e confirmou a decisão da CTNBio.     A decisão segue o caminho que o Conselho havia adotado em fevereiro. Naquele mês, ministros se reuniram para apreciar um recurso interposto pelo Ibama e Anvisa contra a liberação de duas variedades de milho transgênico que haviam sido aprovadas pela CTNBio. Um deles, produzido pela Bayer e outro, pela Monsanto.   Na ocasião, o conselho confirmou a liberação de duas variedades de milho transgênico e afirmou que CTNBio é o órgão competente para julgar se o produto é ou não seguro.   A decisão desta quarta-feira, 19, foi comemorada pelo presidente da CTNBio, Walter Colli. "Teremos mais tranqüilidade para analisar outros processos", disse. Maria Rita Reis, advogada da organização Terra de Direitos, afirmou que o grupo vai aguardar a publicação da decisão. Ela não descarta, porém, a hipótese de questionar judicialmente a liberação.   Foram contrários à liberação os ministérios do Meio Ambiente, da Aqüicultura e da Pesca e de Desenvolvimento Agrário.

Mais conteúdo sobre:
transgênicos milho ctnbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.