Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Comissão da Baleia tenta evitar suborno em votação

Manifestantes da ONG Sea Shepherd jogaram dinheiro no ar em frente ao luxuoso Hotel de France, na Ilha de Jersey (Grã-Bretanha), em protesto contra a suposta prática da diplomacia japonesa de comprar votos na Comissão Internacional da Baleia (CIB), cuja reunião anual se encerra hoje.

O Estado de S. Paulo

14 de julho de 2011 | 09h53

Os ativistas foram barrados, mas seus apelos foram atendidos. A comissão aprovou ontem, por consenso, uma proposta da delegação britânica para aumentar a transparência. Pela medida, os países-membros deverão pagar as contribuições à CIB por meio de transferências bancárias.

Uma reportagem do jornal The Sunday Times de 2010 mostrou que o Japão, país que defende a caça e é tradicional consumidor de carne de baleia, daria dinheiro para as nações pobres pagarem a taxa anual da CIB e, dessa forma, compravam seu apoio. O Japão nega as acusações.

A medida, entretanto, pode não ser suficiente - delegados japoneses teriam oferecido pagar passagens de avião e diárias de hotel para representantes de alguns países.

Já a proposta de aumentar a participação de organizações não governamentais nas reuniões da CIB foi rejeitada. / AFRA BALAZINA e CEDÊ SILVA, ESPECIAL PARA O ESTADO, COM AGÊNCIAS

Tudo o que sabemos sobre:
VidaPlanetaVersão impressaCIBBaleia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.