Código Florestal: Alckmin diz ser contra anistia a desmatadores

'Não sou favorável a nenhum tipo de anistia. Acho que não cabe nenhum tipo de anistia', afirmou

Gustavo Uribe e Daiene Cardoso, Agência Estado,

25 Maio 2011 | 14h29

SÃO PAULO - O governador Geraldo Alckmin (PSDB) posicionou-se hoje (25) contra qualquer tipo de anistia a produtores que desmataram áreas de preservação ambiental até 2008. A medida foi aprovada ontem pela Câmara dos Deputados na votação da reforma do Código Florestal. "Não sou favorável a nenhum tipo de anistia. Acho que não cabe nenhum tipo de anistia", disse o governador, após participar do BIOSforum, evento que reuniu governadores e empresários no Jockey Club de São Paulo para discutir desenvolvimento sustentável no País.

 

Veja também:

especial Entenda a polêmica sobre o novo Código Florestal

forum OPINIÃO: O Código e o desmatamento

video VÍDEO: Entenda o novo Código Florestal

documento Veja lista dos deputados que aprovaram o Código Florestal

documento Veja lista dos deputados que aprovaram a emenda

documento Leia texto do Código Florestal na íntegra

 

Alckmin defendeu ainda que as regras gerais sobre meio ambiente sejam nacionais, mas disse que não vê problema em haver algum tipo de autonomia estadual. "No que depender do Estado de São Paulo, vamos trabalhar pela sustentabilidade", disse. "Não vejo nenhum tipo de incompatibilidade entre atrair investimentos e ter crescimento e respeito ao meio ambiente."

 

Veja também:

blog Saiba mais no blog do Planeta

linkGoverno tentará mudar projeto no Senado

link Ruralistas e ambientalistas lotam galerias para ver votação

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.