CNBB condena mudança no Código Florestal

Conferência desaprova desaprova pontos como a desobrigação da manutenção de reserva legal para algumas propriedades

Andrea Vialli, O Estado de S. Paulo

20 de agosto de 2010 | 09h24

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) condena eventuais alterações no atual Código Florestal Brasileiro. A proposta de mudança está na Câmara, à espera de votação. Em nota, a CNBB desaprova pontos do projeto de lei, como a anistia a produtores rurais que cometeram crime ambiental até julho de 2008 e a desobrigação da manutenção de reserva legal para propriedades de até 4 módulos fiscais.

 

“A Igreja vê com preocupação essas mudanças propostas. Queremos que pelo menos se faça uma discussão mais ampla”, defendeu o presidente da CNBB, dom Geraldo Lyrio Rocha. A conferência também ressalta que as alterações propostas, se aprovadas, “estão em desacordo” com o compromisso de redução de gás carbônico, assumido pelo governo brasileiro em Copenhague, em dezembro de 2009.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.