Clinton fala sobre sustentabilidade em Fortaleza e Belém

Ex-presidente americano quer instalar programas da Fundação Clinton no Brasil

Lauriberto Braga, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

27 Agosto 2012 | 03h05

FORTALEZA - O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton desembarcou neste domingo, 26, em Fortaleza, numa viagem relâmpago que inclui ainda Belém (PA). Num intervalo de algumas horas, ele fará palestras nesta segunda-feira nas duas capitais.

O único compromisso oficial de Clinton na capital cearense será às 10h, quando falará sobre sustentabilidade global na Universidade de Fortaleza (Unifor), que está bancando a estadia do ex-presidente americano.

Trata-se da primeira viagem de Clinton ao Ceará. Ela deverá falar para cerca de cinco mil pessoas, entre autoridades políticas, empresariais, professores e estudantes. A palestra em Fortaleza inaugura um programa de ensino corporativo da Unifor.

O vice-reitor de Ensino da Unifor, Henrique Sá, revela que foram necessários nove meses de negociação para a vinda de Clinton. "Foi o tempo necessário para os preparativos, que envolveram inúmeras reuniões telefônicas e contatos", explicou. "Uma equipe nossa foi a Nova York se reunir com os representantes do ex-presidente e a equipe de segurança dele veio a Fortaleza."

Clinton avança assim na tentativa de instalar programas da Fundação Clinton no Brasil. A fundação mantém programas voltados para as causas de saúde, meio ambiente e desenvolvimento econômico.

Representação

A perspectiva é de que o instituto criado pelo ex-presidente realize em 2013 um evento no Rio de Janeiro ou São Paulo - parte da estratégia da fundação de ampliar sua participação na América do Sul. O ex-presidente espera abrir uma representação da Fundação Bill Clinton no País.

Ainda hoje, Clinton viaja para Belém para o segundo e último compromisso oficial de sua viagem ao Brasil. Às 18h30, ele deverá fazer uma palestra cujo tema é Abraçando a nossa humanidade comum, no 19.º Congresso Brasileiro de Contabilidade.

Mais conteúdo sobre:
Bill Clinton sustentabilidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.