Cimento sobre vazamento de petróleo no Golfo do México se solidifica, diz BP

Com isso, os engenheiros podem dar início á perfuração dos últimos 30 metros do poço auxiliar

Associated Press

08 de agosto de 2010 | 15h30

A BP informa que o cimento que está lacrando o poço de petróleo explodido no fundo do Golfo do México endureceu, no momento em que equipes de trabalhadores preparam-se para a fase final da perfuração de um poço auxiliar.

 

A gigante petrolífera disse, neste domingo, que os testes de pressão no lacre de cimento derramado pelo poço abaixo mostra que o tampão se encontra solidificado no lugar.

 

Isso significa que os engenheiros podem dar início á perfuração dos últimos 30 metros do poço auxiliar, que será usado para encerrar de vez o vazamento.

 

As equipes perfurarão cautelosamente cerca de 10 metros de cada vez, e a BP diz que provavelmente o próximo fim de semana chegará antes que os dois poços se encontrem.

 

Os engenheiros usarão o poço auxiliar para derramar mais lama e cimento na garganta do poço descontrolado. Espera-se que essa operação mantenha-o permanentemente fechado.

Tudo o que sabemos sobre:
bpgolfo do méxicovazamentopetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.