Cientistas vão depor sobre vazamento de e-mails sobre o clima

Parlamento britânico quer explicações sobre a polêmica das informações que desmentem o aquecimento global

Associated Press,

01 Março 2010 | 16h54

O grupo de cientistas ingleses que protagonizou o polêmico vazamento de e-mails com informações sobre as mudanças climáticas será interrogado pelo Parlamento do Reino Unido.

 

Veja também:

linkIPCC deve ter pesquisador com dedicação exclusiva 

linkAgências meteorológicas vão refinar dados sobre o clima

especialGlossário sobre o aquecimento global

especialRumo à economia do baixo carbono    

 

Phil Jones, um dos coordenadores do Centro de Pesquisa Climática do Reino Unido, aceitou nesta segunda-feira, 1, ser sabatinado pelo comitê de Ciência e Tecnologia do Parlamento britânico.

 

O nome de Jones era um dos mais citados nas mensagens eletrônicas que foram roubadas da unidade de pesquisa climática da Universidade de East Anglia no ano passado. Os e-mails revelariam uma posição contrária de Jones e seus colegas sobre a teoria de que as ações do homem estariam provocando o aquecimento global.

 

Críticos afirmam que as mensagens eletrônicas são evidências de uma conspiração para superestimar as medidas que estão sendo discutidas para brecar as mudanças climáticas.

 

Outros pesquisadores de renome e o cientista chefe da Secretaria do Clima do Reino Unido também testemunharão diante do Parlamento inglês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.