Ciclone ganha força perto de áreas de mineração na Austrália

O ciclone tropical Iggy ganhou força, se tornou uma tempestade categoria 2 e estava se movendo em direção à costa noroeste da Austrália nesta sexta-feira, ameaçando a rica região de mineração. Foi suspensa a produção de mais de 164.000 barris por dia de petróleo em plataformas marítimas.

REUTERS

27 Janeiro 2012 | 08h33

O ciclone Iggy estava a aproximadamente 600 km a noroeste da localidade de Exmouth, afirmou o Escritório de Meteorologia da Austrália, nesta sexta-feira.

A categoria 2 é a segunda mais baixa de um total de cinco classificações, que denota ciclones com rajadas de ventos destrutivos de 130 km/h em seu olho. O sistema está se intensificando e espera-se que atinja a categoria 3 até sábado, afirmou o escritório de meteorologia, em um comunicado no site oficial.

A tempestade está se movendo lentamente em direção à costa de Pilbara e suas grandes instalações de transporte de carregamentos de minérios.

"Nas próximas 72 horas o ciclone tropical Iggy irá se intensificar constantemente, enquanto se movimenta para o sentido sudeste em direção a costa ocidental de Pilbara", afirmou.

"Haverá fortes, chuva pesada e ondas anormalmente grandes próximos à Ilha Christmas e às costas de Kimberley e Pilbara."

Empresas, incluindo a Rio Tinto e BHP Billiton, têm grandes operações de mineração na região de Pilbara

(Por Lincoln Feast; Reportagem adicional de Nallur Sethuraman e Soma Das, em Bangalore)

Mais conteúdo sobre:
AMBIENTECICLONEAUSTRALIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.