China quer transferência tecnológica contra mudança climática

Para ministro chinês, solução do aquecimento global se encontra na cooperação internacional e na tecnologia

AP

24 de abril de 2008 | 21h23

A China convocou a comunidade internacinal nesta quinta-feira, 24, a aumentar o fluxo de tecnologia para os países em desenvolvimento para ajudá-los a combater a mudança climática.  O Ministro da Ciência e Tecnologia, Wan Gang, disse que as nações em desenvolvimento "precisavam estabelecer um mecanismo para transferência tecnológica" de maneira que os países mais pobres consigam comprá-la.  A China - que rivaliza com os Estados Unidos como o maior emissor de gases estufa do planeta - se comprometeu a aumentar sua eficiência energética mas não quis assinar um compromisso internacional para redução das emissões.  Wan, que se pronunciou durante o início de uma conferência internacional de dois dias sobre mudanças climáticas em Pequim, disse que a solução para o aquecimento global se encontra na cooperação internacional e na tecnologia.  Membros de governo e cientistas de países em desenvolvimento e desenvolvidos, assim como organizações internacionais, como a ONU, fizeram parte da reunião.

Tudo o que sabemos sobre:
Aquecimento GlobalChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.