China diz ter concluído limpeza de vazamento de petróleo

Autoridades dizem que limpeza já foi feita, nove dias após navio-tanque explodir no Porto de Dalian

AE, Agência Estado

26 de julho de 2010 | 11h35

China alega que vazamento foi pequeno se comparado ao desastre no Golfo. Foto: Arthur JD/AP

 

Autoridades chinesas afirmam que a limpeza do maior vazamento de petróleo do país em todos os tempos já foi realizada, nove dias depois que um oleoduto explodiu quando um navio-tanque descarregava no Porto de Dalian, no norte da China.

 

Apesar de parecer pouco tempo para a conclusão da tarefa, a China alega que o vazamento foi pequeno se comparado ao desastre no Golfo do México ocorrido no poço da British Petroleum (BP) e que a limpeza foi relativamente mais simples.

Mas a mancha que surgiu no mar continua a repercutir no setor petroleiro da China. Autoridades mobilizaram milhares de trabalhadores e centenas de embarcações, despejando dispersantes químicos e bactérias que comem petróleo, enquanto muitos trabalhadores usaram as próprias mãos para recolher os dejetos. Houve pelo menos uma morte, de um bombeiro que tentava consertar o duto explodido.

Autoridades chinesas já reavaliam as operações de petróleo em consequência do vazamento da BP. A China está iniciando a exploração de petróleo em águas profundas, tipo de exploração que causou problemas à BP e complicou os esforços de limpeza no Golfo do México.

 

Executivos da indústria petroleira revisam os planos de contingência e observam se podem tirar alguma lição dos erros da BP. As informações são da Dow Jones.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.