China dá dois pandas de presente para Taiwan

Eles irão de avião para o país essa semana; presente é sinal dos crescentes laços entre os rivais políticos

Reuters

22 Dezembro 2008 | 18h14

Um avião de Taiwan chegou à cidade chinesa de Chengdu nesta segunda-feira, 22, para buscar dois pandas gigantes, um presente de Pequim e o mais recente sinal dos crescentes laços entre os rivais políticos.   Tuan Tuan e Yuan Yuan, cujos nomes juntos significam "unidos", voaram para Taiwan com milho cozido e bambu fresco em sua bagagem, e um suprimento de pílulas para o caso de não se sentirem bem no avião.   A China havia oferecido os pandas como um presente de boa vontade em 2006, como parte de uma ofensiva para agradar o país rival, após décadas de conflito. O então presidente de Taiwan, anti-China, rejeitou o presente.   Pequim já deu pandas para nove países, incluindo Japão, Coréia do Norte, Estados Unidos e União Soviética.   Os laços entre os dois países melhoraram muito nos últimos meses, depois da eleição do novo presidente de Taiwan, Ma Ying-jeou.   "É claramente parte de um longo processo de reaproximação, um belo símbolo", disse Brad Glosserman, diretor executivo do Fórum CSIS.   Depois que chegarem em Taiwan, os pandas passarão um mês em quarentena e depois serão expostos para cerca de 30 mil visitantes por dia no Zôo de Taipé.

Mais conteúdo sobre:
China Taiwan Pandas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.