Chefe da BP diz que domo para cobrir vazamento estará no mar nesta semana

O plano é cobrir o vazamento com uma estrutura chamada cofferdam

Associated Press

04 Maio 2010 | 17h03

O principal executivo da British Petroleum disse que o domo de contenção projetado para cobrir o vazamento de petróleo no Golfo do México estará no mar na quinta-feira, 13, e que será ligado a um navio durante o fim de semana.

 

Veja também:

linkFlórida inicia ações para impedir que mancha de óleo atinja sua costa

linkVazamento de óleo no Golfo custa mais de US$ 6 mi por dia, diz BP

linkContra mancha de petróleo, Estados pedem reforço

 

"Isso nunca foi feito a 5.000 pés (1.500 metros) de profundidade... Então sem dúvida teremos algumas dificuldades ao longo do processo", disse Tony Hayward a jornalistas. "Mas se tudo der certo no fim, então teremos o vazamento principal contido no início da próxima semana. Mas não há garantias".

 

O plano é cobrir o vazamento com uma estrutura chamada cofferdam, e canalizar o óleo para a superfície.

 

Hayward fez os comentários um dia depois de ele e o presidente da BP, Lamar McKay, terem se reunido com latas autoridades do governo Obama. Hayward, cujo escritório fica em Londres, disse que esta foi sua terceira viagem aos EUA desde o acidente.

 

Ele acrescentou que os dispersantes químicos operaram uma "significativa" redução na quantia de óleo que chega à superfície.

 

Embora a parte principal da massa de óleo ainda não tenha atingido a costa, ele declarou que a empresa está se preparando para algo "muito, muito pior" e que há uma grande resposta em andamento em terra firme.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.