Polícia Ambiental
Polícia Ambiental

Casal é multado em R$ 82 mil após ser flagrado com 5 macacos-prego

Animais estavam escondidos em caixas de papelão em carro que trafegava pela Castelo Branco, em Itatinga, no interior paulista

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

07 de dezembro de 2017 | 18h25

SOROCABA - Um casal foi flagrado pela Polícia Rodoviária Estadual transportando cinco filhotes de macaco-prego no interior do carro em que viajavam, na noite desta quarta-feira, 6, em Itatinga, no interior de São Paulo. O veículo foi parado em um pedágio, no km 208 da Rodovia Castelo Branco, após a condutora ter mudado de cabine ao se deparar com os policiais. No carro, viajava também uma criança de 2 anos, filha do casal. Os pequenos primatas estavam acondicionados em caixas de papelão, escondidas sob os bancos do veículo.

+++ Filhotes de macaco-prego são apreendidos em bagageiro de ônibus no interior de SP

O homem, de 35 anos, e sua mulher, de 34, disseram que tinham recebido os filhotes de uma família de Londrina, no Paraná, e iam levá-los para São Paulo, onde seriam criados na casa deles.

+++ Macacos-prego põem em xeque teoria sobre ferramentas da Idade da Pedra

Os dois foram levados à delegacia de Polícia Civil de Botucatu, onde funciona o plantão policial, e autuados por crimes ambientais - tráfico de animais silvestres e maus tratos. A Polícia Ambiental, que acompanhou a elaboração da ocorrência, multou o casal em R$ 82 mil pela captura e pela posse de animais da fauna nativa brasileira. Os dois, que não tiveram os nomes divulgados para preservar a criança, foram ouvidos e liberados.

+++ DENER GIOVANINI: Tráfico de animais: desafios e desabafos

Os filhotes foram levados para o Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Silvestres (Cempas), da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Botucatu, onde serão tratados até a soltura.

Macaco-prego

Algumas espécies de macaco-prego estão em situação vulnerável na natureza por causa da destruição de seu habitat. Os animais também passaram a ser caçados para serem criados como bichos de estimação.

No dia 5 de novembro, em Ourinhos, quatro filhotes foram resgatados pela polícia quando eram levados em uma bolsa, no bagageiro de um ônibus.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.