Odd Andersen/AP
Odd Andersen/AP

Casa Branca nega rumor de que Obama não participará da COP

Presidente americano deve chegar a Copenhague nesta sexta-feira para buscar concretização do acordo

Agência Estado,

17 Dezembro 2009 | 15h06

A Casa Branca informou nesta quinta-feira, 17, que o presidente dos EUA, Barack Obama, pretende participar do final da cúpula sobre as mudanças climáticas em Copenhague e rebateu rumores de que ele permaneceria em Washington devido às expectativas cada vez mais pessimistas sobre a concretização de um acordo.

 

Veja também:

linkLula pede 'ambição' no corte de emissões em discurso na COP

linkNegociação de acordo é retomada 

linkEUA propõem US$100 bi/ano para fundo 'verde'

blog Blog da COP: o dia a dia na cúpula

especial COP-15, acompanhe os principais fatos

especial Glossário sobre o aquecimento global

especial Entenda as negociações do novo acordo  

especialRumo à economia de baixo carbono  

 

"Não houve mudanças nos planos do presidente", afirmou o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs. "O presidente tentará obter um acordo."

 

Obama deve deixar Washington nesta quinta-feira e chegar na sexta-feira para participar do encerramento da 15ª conferência da Organização das Nações Unidas sobre as mudanças climáticas.

 

A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, propôs nesta quinta-feira que as principais economias mundiais destinassem US$ 100 bilhões por ano ao longo da próxima década para ajudar os países em desenvolvimento a combater a mudança climática. Ainda não se sabe se a proposta será aprovada por outras grandes economias, como a China. "Esperamos que os chineses fiquem e façam parte de solução", disse Gibbs.

 

Questionado sobre o risco político de Obama ir a Copenhague mas não conseguir concretizar um acordo, Gibbs disse que "voltar com um acordo vazio seria bem pior do que voltar de mãos vazias". As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.