Carla Bruni será madrinha de ursa que repovoará os Pirineus

A esposa do presidente francês, Nicolas Sarkozy, se envolveu com a causa da biodiversidade da região

Efe

18 Agosto 2008 | 14h12

A primeira-dama da França, a cantora e ex-modelo Carla Bruni, será madrinha da ursa eslovena Hvala, um dos cinco animais introduzidos nos Pirineus, onde a população estimada dessa espécie é de apenas entre 8 e 20 exemplares, informou nesta segunda-fira, 18, uma associação de defesa dos animais.   Em 22 de julho, a esposa do presidente francês, Nicolas Sarkozy, enviou uma carta a duas associações afirmando que a presença de ursos no Pireneu "se traduz em uma vontade de proteger a biodiversidade, considerando que se inscreve dentro de antigos compromissos internacionais da França."   Em 2006, as autoridades francesas soltaram cinco exemplares, dos quais duas fêmeas morreram acidentalmente, o que gerou um forte confronto entre os favoráveis ao repovoamento nos Pirineus e os que são contra.   No começo do ano, vários militantes a favor da reintrodução de ursos nas montanhas do sul da França quiseram chamar a atenção de Bruni, que agora se comprometeu com esta causa ecológica.   "Não se trata de escolher entre o urso e o homem", afirma Bruni em sua carta, na qual se mostra convencida de que a convivência é possível e na qual acrescenta que ficou muito feliz com o nascimento de dois filhotes de Hvala em janeiro de 2007.

Mais conteúdo sobre:
Meio ambiente pirineus carla bruni

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.