Cargueiros são detidos pelo Greenpeace na Espanha e Indonésia

Ativistas tentam alertar para mudanças climáticas provocadas com as queimadas nas florestas

Efe,

17 de novembro de 2007 | 09h43

O barco Rainbow Warrior, do grupo ambientalista Greenpeace, bloqueou a passagem de um navio-tanque que transportava óleo cru de palma nas águas de Dumai, perto da ilha indonésia de Sumatra, e um cargueiro que levava 153 toneladas de carbono na região da Espanha.   Efe   Os ativistas do Greenpeace se aproximaram do MT Westama, que leva 30 mil toneladas de óleo na sexta-feira. Eles penduraram em seu casco um cartaz gigante, com a frase "O óleo de palma mata as florestas e o clima", informou hoje a agência oficial indonésia "Antara".   Segundo o Greenpeace, a carga foi comprada de empresas conhecidas por provocar incêndios nas florestas da província de Riau, em Sumatra. "Estamos tentando mostrar o impacto negativo dessa indústria nas selvas da Indonésia e na mudança climática", disse Sue Conner, especialista em assuntos florestais do grupo.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhaIndonésiaGreenpeace

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.