Canadá ratifica sua saída do Protocolo de Kyoto

Para o país, o acordo 'não é o caminho para uma solução global à mudança climática'

Efe

18 Dezembro 2012 | 15h52

TORONTO - O Canadá confirmou nesta segunda-feira, 17, que não faz mais parte do Protocolo de Kyoto, um ano depois de o país comunicar à ONU sua decisão de se retirar do acordo internacional.

Adam Sweet, porta-voz do ministro do Meio Ambiente do Canadá, Peter Kent, confirmou hoje à Agência Efe que o "Canadá se retirou de Kyoto".

A retirada formal aconteceu no sábado, quando se cumpriu exatamente um ano desde o momento em que o Canadá notificou à ONU sua decisão. Nem o Ministério do Meio Ambiente nem o governo canadense mencionaram no fim de semana a retirada do acordo.

Sweet se limitou a dizer à Efe que o anúncio da retirada foi comunicado há um ano e que simplesmente "no sábado foi efetuado".

O porta-voz de Kent também disse que as razões pelas quais o Canadá se retirou de Kyoto são as mesmas que as dadas pelas autoridades canadenses há um ano, principalmente a de que o acordo "não é o caminho para uma solução global à mudança climática".

O Canadá é o primeiro país do mundo a abandonar o Protocolo de Kyoto, cujo objetivo é reduzir as emissões de dióxido de carbono para lutar contra a mudança climática.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.