Canadá abandona Protocolo de Kyoto, diz funcionário

O Canadá abandonará formalmente o Protocolo de Kyoto, disse uma fonte governamental à Reuters nesta segunda-feira, sem dar detalhes.

RANDALL PALMER, REUTERS

13 Dezembro 2011 | 14h28

O ministro do Meio Ambiente, Peter Kent, que considera um equívoco a adesão canadense ao tratado climático, convocou a imprensa para esta noite, em Ottawa.

Se a decisão for confirmada, o Canadá se tornará o primeiro país a abandonar o Protocolo de Kyoto, que previa reduções nas emissões de gases do efeito estufa dos países desenvolvidos.

No caso canadense, a exigência era de uma redução de 6 por cento até 2012, em comparação aos níveis de 1990. Mas, até 2009, as emissões já estavam 17 por cento acima dos níveis de 1990.

A rejeição ao tratado não causa surpresa, pois desde sua posse, em 2006, o governo canadense de centro-direita já manifestava sua intenção de não cumprir os compromissos assumidos por seus antecessores do Partido Liberal. No mês passado, Kent declarou que "Kyoto é o passado".

O Canadá diz apoiar um novo tratado global para a redução de emissões, desde que ele também contenha compromissos obrigatórios para grandes nações emergentes, como Índia e China, poupadas pelas exigências do Protocolo de Kyoto.

Mais conteúdo sobre:
AMBIENTECANADAKYOTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.