Camponeses matam peixes com pesticidas na China

Eles queriam cultivar no local plantas aquáticas utilizadas pela medicina tradicional chinesa

Efe

15 Abril 2010 | 15h22

Camponeses de uma localidade do leste da China mataram deliberadamente todos os peixes de um lago na província de Anhui jogando na água 560 quilos de pesticida, informou hoje a agência "Xinhua".

Com essa atitude, que também afetou as águas de outros lagos e rios nas proximidades, foi extinta toda a vida animal do lago Luojia, de quatro quilômetros quadrados.

Os camponeses teriam decidido matar os peixes para cultivar no localplantas aquáticas chamadas "euryale", utilizadas na medicina tradicional chinesa e também em jardinagem, como ornamento.

O uso do pesticida também afetou parte do lago Poyang, nas proximidades, que tem 22,7 quilômetros quadrados de extensão.

Analistas dos serviços de pesca provinciais trabalham contra o relógio para evitar que o pesticida contamine outras águas da região.

Se não for detida a contaminação, rapidamente os pesticidas podem atingir 33 quilômetros quadrados de áreas aquáticas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.