Caminhão tenta sair de Chernobyl com sucata radioativa

A segurança interceptou o veículo, cuja carga superava em 13 vezes os níveis de radiação permitidos

Efe,

16 Setembro 2009 | 16h57

Um caminhão com 25 toneladas de sucata radioativa foi detido nesta quarta-feira, 16, tentando sair da área de isolamento de 30 quilômetros ao redor da central de Chernobyl, cenário, em 1986, da maior catástrofe nuclear da história.

 

As forças de segurança ucranianas interceptaram o caminhão, cuja carga superava em 13 vezes os níveis de radiação permitidos, e detiveram seis pessoas implicadas no contrabando, segundo informações de agências ucranianas.

 

Entre os detidos se encontra o comandante do corpo policial encarregado da vigilância da zona de Chernobyl, outros três militares, o motorista e o proprietário do caminhão.

 

O Ministério Público de Kiev iniciou um processo penal por violação do artigo do código penal sobre segurança radioativa.

 

A direção de Chernobyl anunciou, em 2005, planos para desmontar suas instalações e vender a sucata para saldar suas dívidas, o que foi muito criticado por ONGs.

Mais conteúdo sobre:
Chernobyl

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.