Brasileiros são os que mais crêem em propagandas de produtos verdes

Aproximadamente 91% acham que elas são importantes para informar o consumidor e explicar seus benefícios

Alice Lobo*,

13 de agosto de 2010 | 16h38

O crescimento do mercado “verde” vem sendo alvo de pesquisas mundo afora. A mais recente - 2010 ImagePower® Green Brands Survey - usou uma amostragem de 9 mil consumidores em 8 países -Alemanha, Austrália, Brasil, China, Estados Unidos, França, Índia e Reino Unido. A maioria deles (60%) diz que quer comprar produtos de empresas ambientalmente responsáveis.

 

Mais de 70% dos consumidores do Brasil, da Índia e da China afirmaram ter a pretensão de gastar mais com produtos “verdes” nos próximos anos. Os brasileiros se dizem mais preocupados com o estado do meio ambiente (72%) do que com a economia (25%), fato que se repetiu somente na Índia (59% meio ambiente versus 37% economia). Todos os outros países estão mais preocupados com o desenvolvimento de suas economias.

 

Os brasileiros, contudo, são os que mais acreditam em propaganda de produtos “verdes” e 91% acham que elas são importantes para informar o consumidor e explicar seus benefícios. Já os franceses são mais céticos e não acreditam em propaganda “eco” ou “bio”, como eles mesmo dizem.

 

Outra parte da pesquisa mostrou quais empresas os consumidores enxergam como as mais “verdes” no seus países. No Brasil, o primeiro lugar ficou para a marca de cosméticos Natura, que tem forte preocupação e atuação sócio-ambiental e comunica frequentemente estes valores para os consumidores. Veja abaixo as 10 empresas mais verdes de cada país segundo os consumidores.

 

 

* Alice Lobo é jornalista e escreve no blog Verdinho Básico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.