Brasil receberá US$ 13 milhões para conservação do Cerrado

Projetos de preservação da região devem ser executados em um período de quatro anos

Agência Brasil

14 Junho 2010 | 16h09

BRASÍLIA - A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, participa nesta segunda-feira, 14, da assinatura de um acordo de doação de US$ 13 milhões entre o Banco Mundial, o ministério, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e os governos de Goiás e do Tocantins para quatro projetos de preservação do Cerrado. A reunião estava marcada para as 15h no auditório do ministério.

 

O recurso será doado pelo Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF, sigla em inglês) ao Programa Iniciativa Cerrado Sustentável, do ministério. Os projetos devem ser executados em um período de quatro anos.

 

Participam do evento os governadores do Tocantins, Carlos Henrique Gaguim; de Goiás, Alcides Rodrigues Filho; o diretor do Banco Mundial no Brasil, Makhtar Diop; o presidente do ICMBio, Rômulo Melo; e a secretária-geral do Funbio, Rosa Lemos de Sá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.