Brasil é líder mundial em reciclagem de latas pela nona vez consecutiva

Das 202,5 mil toneladas vendidas em 2009, foram reutilizadas 198,8 mil toneladas, ou 98,2%

Agência Brasil

28 de outubro de 2010 | 16h05

SÃO PAULO - O Brasil atingiu no ano passado mais um recorde de reciclagem de latas de alumínio. Das 202,5 mil toneladas vendidas em 2009, foram reutilizadas 198,8 mil toneladas, ou 98,2% do total.      

Veja também:

Cai reciclagem de latinhas de alumínio nos EUA

 

Os dados constam no balanço de coleta divulgado nesta quinta-feira, 28, pela Associação Brasileira do Alumínio (Abal) e pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alta Reciclabilidade (Abralatas). Com o resultado, segundo as entidades, o Brasil conquista pela nona vez seguida o posto de país com o maior índice de reciclagem de latas do mundo.

Na comparação entre 2009 e 2008, a quantidade de latas recicladas aumentou 19,9%. Em 2008, foram reutilizadas 91,6% das latas vendidas pela indústria, o que representa cerca de 165 mil toneladas. Em 2009, a reciclagem movimentou R$ 1,3 bilhão. Desse total, R$ 382 milhões foram gerados só com trabalho de coleta do material.

“Se toda a coleta de latas fosse feita por uma empresa só, ela estaria entre as mil maiores do País”, afirmou o presidente da Abal, Henio de Nicola, em entrevista coletiva em São Paulo.

Com a reciclagem do alumínio das latas, também foram economizados 2,9 mil gigawatts-hora (Gwh) de energia, com a qual seria possível atender à demanda anual de uma cidade como Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, que tem 1,2 milhão de habitantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.