Brasil é líder mundial em reciclagem de latas pela nona vez consecutiva

Das 202,5 mil toneladas vendidas em 2009, foram reutilizadas 198,8 mil toneladas, ou 98,2%

Agência Brasil

28 Outubro 2010 | 16h05

SÃO PAULO - O Brasil atingiu no ano passado mais um recorde de reciclagem de latas de alumínio. Das 202,5 mil toneladas vendidas em 2009, foram reutilizadas 198,8 mil toneladas, ou 98,2% do total.      

Veja também:

Cai reciclagem de latinhas de alumínio nos EUA

 

Os dados constam no balanço de coleta divulgado nesta quinta-feira, 28, pela Associação Brasileira do Alumínio (Abal) e pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alta Reciclabilidade (Abralatas). Com o resultado, segundo as entidades, o Brasil conquista pela nona vez seguida o posto de país com o maior índice de reciclagem de latas do mundo.

Na comparação entre 2009 e 2008, a quantidade de latas recicladas aumentou 19,9%. Em 2008, foram reutilizadas 91,6% das latas vendidas pela indústria, o que representa cerca de 165 mil toneladas. Em 2009, a reciclagem movimentou R$ 1,3 bilhão. Desse total, R$ 382 milhões foram gerados só com trabalho de coleta do material.

“Se toda a coleta de latas fosse feita por uma empresa só, ela estaria entre as mil maiores do País”, afirmou o presidente da Abal, Henio de Nicola, em entrevista coletiva em São Paulo.

Com a reciclagem do alumínio das latas, também foram economizados 2,9 mil gigawatts-hora (Gwh) de energia, com a qual seria possível atender à demanda anual de uma cidade como Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, que tem 1,2 milhão de habitantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.