AFP
AFP

Brasil e EUA vão divulgar acordo para conferência do clima

Dilma chega nesta sábado, 27, aos EUA, onde cumprirá agenda intensa de trabalho em Nova York, Washington e San Francisco

Rafael Moraes Moura, O Estado de S. Paulo

26 Junho 2015 | 07h00

BRASÍLIA - O Palácio do Planalto e a Casa Branca ainda deverão fazer uma “importante declaração” sobre a questão do clima na próxima semana, informou o subsecretário-geral Político 1 do Itamaraty, embaixador Carlos Antonio da Rocha Paranhos. A informação de que os dois países negociavam um acordo sobre o assunto, há menos de seis meses da conferência do clima, em Paris, havia sido adiantada pelo Estado no dia 21 de maio.

A presidente Dilma Rousseff chega neste sábado, 27, aos Estados Unidos, onde cumprirá uma agenda intensa de trabalho em Nova York, Washington e San Francisco. “Deverá ser adotada uma importante declaração sobre a questão de clima, em que os dois países anunciarão os seus compromissos com relação à participação em Paris”, comunicou o embaixador.

Em setembro, o Brasil se recusou até a assinar a declaração aprovada na Cúpula do Clima em Nova York que previa o fim do desmatamento mundial até 2030, sob o argumento de que o texto contraria a legislação nacional e não foi negociado. 

Durante a visita oficial de trabalho da presidente Dilma Rousseff aos Estados Unidos, os dois países também deverão estabelecer um grupo de trabalho na área de direitos humanos para “facilitar o intercâmbio de visões”. “Há também negociações para adoção de entendimentos na área de convergência regulatória de comércio, facilitação de comércio, e educação”, disse Paranhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.