BP pode iniciar selagem de vazamento na noite desta segunda

Processo, chamado de 'morte estática', consiste no despejo de massa de cimento sobre o poço

BBC

02 de agosto de 2010 | 09h24

NEW ORLEANS - A Brittish Petroleum (BP) pode iniciar o processo de selagem do poço e onde vazava petróleo no Golfo do México ainda nesta segunda-feira, 28, três meses depois de ter começado o pior vazamento da história dos EUA.

 

As autoridades americanas responsáveis pela supervisão dos trabalhos de contenção do vazamento disseram quem os engenheiros da empresa estavam preparando uma massa de cimento para selar de uma vez por todas a área por onde o petróleo vazava em um processo chamado de "morte estática".

 

O almirante Thad Allen, chefe da equipe de supervisão, disse que a massa de cimento será lançada sobre o local do vazamento e que o processo poderia ter início na noite desta segunda. Em cinco ou sete dias, a selagem seria concluída pelo processo "bottom kill" (morte pelo fundo, na tradução livre).

 

Em entrevista à CNN, o chefe de operações da BP, Doug Suttles, disse estar "confiante de que os trabalhos darão resultado." O almirante Allen, porém, manteve uma postura menos otimista. "Ainda não devemos preparar o obituário desse caso", disse.

 

Na semana passada, a BP anunciou um prejuízo recorde de US$ 17 bilhões, sem contar os US$ 32 bilhões destinados aos custos para impedir vazamento. O petróleo causou um desastre ambiental e devastou comunidades costeiras em quatro Estados americanos.

Tudo o que sabemos sobre:
BPvazamentopetróleoGolfo do México

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.