Reuters
Reuters

Bolívia espera 5 mil pessoas em fórum climático alternativo

Evo Morales pretende reunir ambientalistas e representantes de nações para discutir corte de emissões de CO2

Associated Press,

09 Fevereiro 2010 | 14h44

Milhares de ativistas, ambientalistas e cientistas estrangeiros deverão visitar a Bolívia em abril para uma conferência sobre mudanças climáticas, estima o governo local. O chanceler boliviano, David Choquehuanca, comentou na noite de segunda-feira, 8, que cerca de 5 mil estrangeiros deverão participar do fórum de 3 dias marcado para começar em 20 de abril em Cochabamba.

Veja também:

linkExpansão do biocombustível pode aumentar emissão de CO2

EUA anunciam nova agência dedicada à mudança climática

especialGlossário sobre o aquecimento global

especialRumo à economia do baixo carbono  

 

Em janeiro, o presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou que convidaria ativistas, cientistas e funcionários de governos de diversos países para uma conferência climática alternativa depois de uma badalada cúpula realizada no fim do ano passado em Copenhague não ter levado a nenhum acordo legalmente vinculante.

 

Entre os temas, disse o chanceler, os participantes discutirão uma "proposta de direitos universais da mãe terra".

Mais conteúdo sobre:
Bolivia forum climatico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.